shadow

8013-1

Nos bastidores da indicação do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) pudemos perceber uma grande resistência de diversos setores da política e da sociedade à indicação do nome do jurista Ives Gandra Martins Filho para o cargo. Este movimento revela o quanto incomoda a posição coerente dos católicos na contracorrente do secularismo, que nega os valores cristãos e humanos, como a defesa incondicional da vida, desde a concepção até a morte natural, a criminalização das drogas, a família e o combate à ideologia de gênero, entre outros assuntos.

>>> Leia também: Por que incomoda tanto o nome de Ives Gandra para o STF?

Em meio a tantos debates, a mobilização dos católicos em favor da indicação do nome do doutor Ives não foi suficiente. Isto porque poucos de fato entenderam que era necessário posicionar-se neste cenário político. Outros, influenciados pela mídia, seguiram a corrente do momento…

No final, Temer indicou para a vaga o ministro Alexandre de Moraes, para quem pedimos as bênçãos de Deus nessa nova atividade. Não podemos, entretanto, deixar de lamentar que o Presidente da República não tenha escolhido um nome que representasse os católicos, como forma de possibilitar que maioria da população brasileira fosse representada no STF.

Num gesto que mais parecia uma “cristofobia”, doutor Ives teve seus pronunciamentos em favor da vida e da família distorcidos. Houve diversas tentativas de desacreditá-lo e de “vender” uma imagem de inimigo da liberdade e do progresso da sociedade. E a questão que deixa dúvidas é: De que tipo de liberdade falavam? E qual progresso esses críticos defendem?

Fica ao cidadão católico uma lição: a atuação política não se restringe ao voto na urna. Embora este seja muito importante, não é a única forma de atuação na sociedade em prol do bem comum. Precisamos de uma maior mobilização para defesa dos valores cristãos e estar sempre em busca de informações confiáveis para formar uma opinião precisa em defesa da verdadeira dignidade humana.

Fotos: Agência Brasil

 

Author

Redação Voto Católico Brasil

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *